Repressão

O conceito de repressão é um dos mais interessantes em psicanálise.
A ideia de que podemos esconder de nós mesmos uma parte do que pensamos é fascinante.

Na clínica, frequentemente vemos situações como essa: a pessoa possui sentimentos hostis contra uma pessoa amada. Porém, isso ocorre sem que ela perceba ou admita. Em paralelo, relata sintomas de culpa e pensamentos auto acusatórios, recriminações intermináveis e que sabe (racionalmente) que não deveria se auto acusar tanto, mas mesmo assim repete compulsivamente essa conduta.

“Penso que não devo me culpar. Penso dessa forma. Mas sinto diferente.”

A repressão é um mecanismo de defesa contra o desprazer. Ela afasta do consciente aquilo que nos traz sofrimento e o coloca em uma parte de nossa mente onde não poderemos pensar a respeito da ideia e nem sentir o afeto que isso desperta.

Para a maioria de nós, é realmente difícil falar a respeito de episódios traumáticos. Não somente pelo desconforto que nos gera, mas também – em muitos casos – por uma memória incompleta ou confusa.

Através da psicoterapia, é possível elaborar a cena e ressignificar o sentimento. Em um primeiro momento, pode ser desconfortável. Entretanto, ao trabalharmos os pensamentos e as experiências reprimidas, podemos evitar sintomas como a angústia e o sofrimento a longo prazo, melhorando a nossa qualidade de vida.

#psiquiatria #psicoterapia #repressão #freud #petergay #inconsciente

Repressão

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to top